04 janeiro 2008

Janeiras

Festejado o Natal e o Nascimento de 2008, queimado o Madeiro e removidas as cinzas, é tempo de fazer contas à vida, aos desejos, ao Ano Novo... e de Cantar as Janeiras e/ou os Reis.



Esta é mais uma das tradições que se mantêm um pouco por todo o nosso Portugal e, apesar de vivermos os tempos modernos, as Janeiras continuam a ser cantadas, de porta em porta. No entanto, é difícil determinar a origem deste costume, que faz com que grupos de músicos e cantores percorram os lugares e a vizinhança, entre o Natal e o dia de Reis, entoando cantigas de Boas Festas, um Ano Feliz ou louvores ao Menino Jesus.

Os dicionários definem as Janeiras como “Cantigas de boas-festas por ocasião do Ano Novo” e, deste modo, alguns autores associam-nas ao primeiro mês do ano - Janeiro - que assim foi denominado pelos romanos (no séc. VIII a.C.), em honra do deus Jano (derivado da palavra janua, que significa porta, entrada ou passagem). Ocupando um lugar proeminente na mitologia romana, Jano era o porteiro celestial. Dele, esperar-se-ia autorização para transpor as portas do céu e protecção na partida e no regresso à vida. Considerado um deus dos términos e dos começos, do passado e do futuro, Jano seria invocado para afastar os espíritos malignos das habitações e seria ele o responsável pela abertura das portas para o novo ano. Seria, então, costume dos romanos se saudarem em honra do deus Jano, durante o mês de Janeiro, sendo que a tradição, ao longo dos tempos, foi assumindo a forma das Janeiras.

Por outro lado, o Cantar de Reis é uma tradição associada à quadra natalícia. Segundo outros autores, o Natal tem origens nas antigas celebrações universais do solstício de Inverno. Tendo em conta que o sol foi alvo de inúmeras cerimónias, ritos e cultos durante a antiguidade, a igreja católica, no séc. IV, teria associado o nascimento de Cristo à festa pagã em honra ao nascimento do sol, nesta particular data do calendário anual. Será por isso que, segundo esses autores,o Natal é um festejo que reúne ingredientes profanos e religiosos. O epilogo do ciclo natalício dá-se com a festa dos Reis (Gaspar, Baltasar e Belchior), que viajaram para adorar e prendar o Menino, daí as Janeiras se revestirem de um sentido mais religioso e se reportarem à simbólica adoração dos três Reis Magos e ao recém-nascido Deus Menino.

De qualquer modo, as Janeiras ou o Cantar de Reis permanece, não só na memória, mas também no quotidiano dos paulenses. Os grupos (de vizinhos, amigos, associações, instituições, etc) passeiam-se pelas ruas cantando, de porta em porta, músicas com letras alusivas à época, apelando para a solidariedade de quem os recebe, na busca de convívio e de um ou outro copinho de vinho, e desejando às pessoas um feliz ano novo. Terminada a canção, recheada de louvores aos donos da casa, espera-se que a porta se abra e ilumine o grupo com um pouco de luz e um pouco de calor (mesmo que de teor alcoólico), para enganar o frio das noites de Inverno. Satisfeito o ensejo dos cantores, agradecem, felizes, e vão cantar, em saudação e em festa, à casa mais próxima...



"Vimos cantar as Janeiras"!

6 Rebolos:

PTT disse...

Excelente, Excelente. Excelente.

Obrigado e o "Burgo" agradece

Um excelente ano

4/1/08 00:19
quintarantino disse...

Lamentavelmente, pelas minhas bandas as Janeiras vão sendo uma raridade!

4/1/08 11:30
parifano disse...

parabens ao blog, cada vez mais rico, não é só noticias, é preciso divulgar a nossa cultura cada vez mais esqueicida, bem haja lavadeira

4/1/08 14:46
veni_vidi_scribi disse...

É sempre agradável recordar e ficar a conhecer melhor as nossas tradições. Pena é que algumas desvaneçam, até, por vezes, da memória...

Já agora, mudei de arca... Sr PTT, podia, se não for muito incomodo, alterar o link?
www.arcadossegredos.blogspot.com
Obrigada.

Saudações Paulenses

4/1/08 15:06
Daisy disse...

É, de facto, uma das mais belas tradiçoes do Paul. Considero as Janeiras parte de uma cultura antiquissima e que devia ser incentivada, não só pela recolha de dividendos que mts vezes são fundamentais para algumas das colectividades, mas também pelo convívio saudável que promove não só entre o grupo que canta mas também com as pessoas que são visitadas!!!!!

Oh como os Reis Magos, vimos nós também...

Que muitas Janeiras sejam cantadas na nossa terra!!!

4/1/08 21:03
Cadeirão disse...

Excelente texto pleno de rigor e informação.

É sempre importante sabermos de onde vimos para chegarmos onde queremos.

Parabéns Lavadeira

7/1/08 16:58