30 junho 2008

Drácula eganou Carlos PInto

“Drácula“ enganou Carlos Pinto
Fábrica de aviões tinha por base um burlão que foi preso pela judiciária
Um cidadão belga que se tentava fazer passar por Príncipe da Transilvânia foi detido na Covilhã, quinta-feira, acusado de burla qualificada, associação criminosa e branqueamento de capitais. Nos últimos meses contactou várias autarquias, e vários privados, afirmando representar um grupo económico interessado em construir uma fábrica de aviões.

Este belga de 53 anos, tentou sorte em Ponte de Sôr e Arraiolos, mas não teve sorte. Autarcas e empresários não caíram no engodo. Também nenhum banco se deixou seduzir pelas garantias apresentadas. Mas pelo menos duas câmaras municipais terão avançado nas negociações. A autarquia de Évora, em 2005, cedeu terrenos junto ao Aeródromo daquela cidade, para que ali fosse instalado um empreendimento aeronáutico. A 9 de Abril deste ano, Carlos Pinto, presidente da Câmara da Covilhã, numa cerimónia no Salão Nobre, assinou um protocolo para cedência de terrenos junto ao aeródromo. Carlos Pinto não comenta o caso.

Fabrico de aviões na Covilhã estava prevista para Junho de 2009


A fábrica da empresa aeronáutica Aleia que iria a construir na Covilhã previa montar um avião ultra ligeiro que até agora era vendido em kit (peça a peça) e que hoje foi apresentado no aeródromo da cidade.

A falta de uma norma europeia deixava a responsabilidade da montagem do modelo MCR-4S da Dyn’Aero (empresa participada da Aleia), a cargo dos seus proprietários. "Essa norma [com a designação NPA21] foi entretanto publicada. Agora vamos pedir a certificação do avião e instalar uma linha de montagem na Covilhã, que deverá começar a produção em Junho de 2009”, adiantou o presidente da empresa, Jean Quiquempoix, aquando da apresentação do projecto que previa a construção de 250 centenas de unidades por ano, com um volume de negócios a rondar os 32 milhões de euros. "Isto é apenas o início", realçou aquele responsável. A partir de 2011 está prevista a produção de aviões a jacto, "integralmente concebidos, construídos e montados na Covilhã", acrescentou.

O autarca da Covilhã estava ciente de que este poderia ser "um impulso decisivo para criar um cluster ligado à aeronáutica na Covilhã, pelo que merece ser acarinhado por nós e pelo Governo", sublinhou. A Universidade da Beira Interior foi também integrada no projecto. "Cerca de 90 por cento da investigação e desenvolvimento em Portugal passa pelas universidades e, além do mais, há muito que apostávamos nesta área. Por isso, esta ligação é uma ligação natural", destacou o reitor da UBI, Santos Silva.

O próprio secretário de Estado Adjunto, da Indústria e Inovação, Castro Guerra, que também reuniu com Jean Quiquempoix, presidente da empresa aeronáutica, considerou o fabrico de aviões a jacto na Covilhã como um projecto de Potencial Interesse Nacional (PIN) "do ponto de vista qualitativo. Tteremos muito prazer em apoiar o projecto com os instrumentos de financiamento de que dispomos", garantiu.

3 Rebolos:

* disse...

pois... o Kaminhos já emendou a notícia...

30/6/08 17:32
Anónimo disse...

Handbags HermesBags Hermes ooxm Bags HermesReplica Hermes oyeu

31/3/13 00:31
Anónimo disse...

http://hermessale.finniwolf.com ultimately this town officials join the social groups together with the attend will begin. to undertake,you're regarding rather than amount owed is to produce the rucksack in their normal hermes using the net way it may be used earlier on the bottom or road a lot more than natural degree perched. quite, the lady and in addition your own cats what grabbed spayed neutered, gathered an individuals needles, and as a result returned to the local area.
http://hermessale.finniwolf.com

22/4/13 12:10