19 julho 2007

DOLO EVENTUAL: As mais belas rotundas de Portugal [360]

DOLO EVENTUAL: As mais belas rotundas de Portugal [360]

"Esta rotunda situa-se em Paúl. Portugal pode até um dia vir a estar em guerra: não podem é faltar rotundas e decoradores de rotundas. Esta, vista daqui, parece um verdadeiro arroz de marisco."
[Fotografia: Carla Bagão]

Tive o cuidado de de constatar que a fotografa D. Carla Bagão é aluna da UBI e fotografou diversas rotundas do nosso Concelho. Por esta atitude fico agradecido. Porem como Paulense sinto-me ridicularizado com o texto em virtude de nesta Vila sabermos o que é arroz de marisco em contraste com a SANTA IGNORÂNCIA de quem não sabe o que são "MÒS" e por consequência o que é um lagar ou moinho. Aconselho a leitura de Paul e assim melhor compreenderem o que se chama preservar os valores tradicionais e etnográficos da nossa VILA. Oportunamente enviarei foto de uma outra Rotunda, esta um "lagar" para não ser confundida com um repasto de "javali". Convinha ainda corrigir o nome da VILA PAUL.

O Paul agradece

Saudações Paulenses

7 Rebolos:

Pedro Santos Cardoso disse...

Meu amigo,

antes do mais, deixe-me dizer-lhe que o seu texto é um poço de sapiência, portador de um valor heurístico de monta.

Depois, gostaria de referir, apenas de passagem, que obviamente tem toda a razão quando afirma que eu não sei o que é uma mó. Não, claro que não sei. Aliás, é natural, pois que apenas os eruditos o sabem. Para a próxima, pergunto-lhe a si, quando no meu espírito surgirem à epifania dúvidas. Já agora, sabe-me dizer o que é uma cadeira?

Ademais, não foi em tom humorístico que eu disse que a rotunda parecia arroz de marisco. Não. Nada. Como o PTT se apercebe das coisas.

Quanto ao nome «Paul», no texto do blogue foi acentuado, já que quem me enviou a fotografia acentuou o nome da terra. Lapso terrível, uma vez que Paul é famosíssima.

Aproveito o ensejo para constatar que o amigo, no seu douto texto, contém as seguintes gralhas:
«fotografa» tem acento;
«porem» tem acento;
«mòs» escreve-se «mós».

Espero assistir ainda mais aos seus laivos de santa sabedoria.
Excelentes férias e continuação de fantástico blogue.

Pedro Santos Cardoso

19/7/07 18:31
PTT disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 19/7/07 20:27
PTT disse...

Sr. meu amigo,

Em primeiro lugar deixe-me esclarece-lo que apenas tenho “um mestrado de praia” e esse ensinou-me a ser minimamente educado para com populações que, como é o caso, esta simples rotunda obrigou a um sério esforço a sua concretização. (Não lhe estou a chamar mal educado, mas apenas a sensibilizar para os cuidados a ter quando somos responsáveis por blogs).

Sabe Sr. nos cá no interior, não confundimos arroz de marisco com rotundas, da mesma forma que quando me sento na CADEIRA na Lourenço Peixinho a comer ovos moles não lhes chamo “Autocarro”, nem quando na Barra ou na Costa Nova, numa outra CADEIRA como enguias (com garfo e faca, desculpe o sarcasmo), não lhe chamo TGV. Agora obviamente que estou equivocado, o seu tom não foi de forma alguma humorístico, foi gastronómico.

Quanto ao Paul ser famosíssimo (certamente que de sarcástico não tem nada), deixo a sua consideração o procurar informar-se sobre o mesmo. Seria uma ousadia da minha parte, quando no seu “eluminado” espírito surgirem à epifania dúvidas, providenciar qualquer esclarecimento. Talvez tenha alguma surpresa. Quanto ao acento e uma vez que a sua amiga estuda aqui na zona, talvez (conselho de um poço de sapiência), sensibiliza-la que estas “coisas” também devem ter um mínimo teor de responsabilidade.

Quanto ao fantástico blog e ao seu conteúdo, quero apenas dizer-lhe que é o que se pode e se sabe fazer por carolice, mais alem, deixo para as grandes mentes que tem tempo para aprofundar e comentar sabiamente todo e qualquer assunto. Contudo prometo que contínuo a visita-lo, para engrandecer os laivos da minha santa sabedoria.

Finalmente e em resumo o Sr. fica com a sua sapiência e eu alem do pequeno mestrado que tirei numas férias, continuo a defender a minha Comunidade, sempre com uma certeza a minha liberdade acaba onde começa a sua e vice-versa.

Se algum dia nos visitar, não traga nada que nos temos tudo e de certeza que quando gastronomicamente falando, pedir umas trutas da ribeira, não lhe vamos servir um moinho ou um lagar.

Cá na terra, apreciamos o respeito e achamos que fica bem em todo o lado.

Excelente continuação de ferias que essas pessoalmente passaram ao lado.

Saudações Paulenses

19/7/07 20:37
Paulense disse...

Oh PTT, já devias saber que a ignorância é muito atrevida.
Este senhor, arrogante e cheio de "peneiras", é mais vaidoso do que culto.

20/7/07 09:51
Anónimo disse...

Acredito que mais famoso que o Paul, seja o nível de estupidez e a presunção do Sr.P.S.Cardoso.
Só uma pessoa "tacanha" e muito "txoxa", vê na rotunda "arroz de marisco".
Gostava de saber o que é que ele pensou quando viu o "Cruzeiro"..........com a cruz!claro!!

20/7/07 10:17
Vizinha disse...

Caríssimos,

parece-me que o Sr. Pedro Santos Cardoso está um pouco melindadrado logo, não me parece que apareça tão cedo pelos lados do Paul e muito menos para almoçar. (ihihhi)

30/7/07 10:20
PTT disse...

Para Paulense. Anónimo e Vizinha.

Grato pela pelos vossos comentários.

Neste momento vou confessar-lhes que o que mais me revoltou foi esse "eluminado" não ter autorizado a publicação do comentário que fiz a esse post. Estes democratas "encanados" fazem uma pré-selecção de quem pode comentar.
Curioso é que o Asno posteriormente já comentou e foi aceite,apesar de não ter entendido ainda o mesmo.

Esta brilhante mente em http://odoloeventual.blogspot.com/2006/08/as-mais-belas-rotundas-de-portugal-4.html
tem a destreza de dizer:
" Pedro Santos Cardoso said ... (Agosto 14, 2006 8:06 PM) :

Caro am,

muito honestamente, não sei o significado da palavra "bimba". No entanto, o «Sem ofensa, mas...» leva-me a crer tratar-se de uma palavra de sentido pejorativo.

Meu caro am,

sem ofensa, mas deveria ler com mais atenção os textos que lhe surgem à epifania. Ao tom inicial jocoso, que será aliás uma constante nesta rubrica - espécie de hino à quantidade inacreditável de rotundas existentes no país e ao que isso significa em termos de despesa pública - seguiu-se um reparo, que foi o seguinte:

«Mas concedo: é agradável aos olhos e combina com a noite.»

Depois disto achei que estaria em condições para o sensibilizar mente tão epifania e em linguagem jocosa a "marrar" não com um qualquer comboio, mas sim com o TGV.

Enfim gente brilhante, acima de um qualquer ser errante, mas que peca por falta de uma coisa tão simples que se chama democracia.

Espero bem que não apareça por cá, mas eu vou continuar a ir a Aveiro.

Abraço

30/7/07 23:12