05 janeiro 2010

Parece que a coisa "foi arrancada a ferros".


É minha intenção felicitar e agradecer á Junta de Freguesia pela decisão da apresentação da candidatura das quedas de agua do Paul as "7 Maravilhas Naturais de Portugal®", apesar de ser mesmo no limite e sem necessidade.

Vamos aguardar e se eventualmente for seleccionada excelente, no caso contrario, a dimensão e marketing adjacente ao evento ira certamente trazer “mais-valias” ao Burgo.

Sobre este assunto quero ainda informar que apesar de ter enviado a diversas (as que consegui encontrar o email) Associações e Entidades do Burgo o desafio de efectuarem a candidatura, apenas e somente a que respondeu e se prontificou foi o Agrupamento de Escolas Entre Ribeiras, que na pessoa do seu Presidente.

Aos primeiros as minhas desculpas pelo “abuso”, ao Agrupamento os meus mais sinceros agradecimentos pela disponibilidade.

Vamos promover o evento

5 Rebolos:

Anónimo disse...

São este tipo de agradecimentos selectivos e com intenção, que atrasam esta terra.
Ainda não há nada, mas já há vaidade e interesses a bailar.

7/1/10 11:33
PTT disse...

Bom dia Sr Anonimo

Lamento profundamente o seu comentario. So quem tem um tipo de vivencia como aquela que insinua tem a ousadia de proferir semelhante atrosidade.

Deduzo que tambem deve ser um leitor pouco assiduo, porem quero explicitamente e enequivocamente dizer-lhe que não ha qualquer tipo de segunda intenção ou "politiquice rasca" subjacente ao que escrevi.

Ser grato a quem se disponibiliza é uma questão de EDUCAÇÃO, da mesma forma que pedir dasculpa pelo apelo as outras entidades e associações apesar de nada terem dito.

EDUCAÇÃO É BONITO, FICA BEM E EU GOSTO.

Passar bem...

PS Quanto ao denominado "atraso" nem respondo pois teve a amabilidade de demonstrar exactamente como isso funciona. Agradecido pela demonstração.

7/1/10 12:06
Anónimo disse...

Sr. PTT
O qué é a educação????
È ser cego e surdo?? ou também mudo??
Terra de tachos!!, esquemas, com tanta hipócrisia! inveja!
Há meia dúzia de pessoas que controlam esta terra.
Você vive onde PTT!!

7/1/10 12:29
PTT disse...

Lamento sinceramente que EDUCAÇÃO seja uma palavra que não faça parte do seu vocabulario.

O que eu penso, acho, julgo, vejo e ouço diz-me respeito e tomo a posição que entendo na altura e local proprio, não misturando os temas.

Neste contexto informo que este assunto especificamente esta para mim encerrado e não vou em instancia alguma continuar este dialogo, alimentando exactamente aquilo que condeno.

Deixo-lhe o desafio do que na sua opinião pode ser feito para o "Burgo" tirar dividendos deste desafio.

Saudações Paulense

7/1/10 12:48
Anónimo disse...

A Ribeira do Paúl tem ainda recantos maravilhosos conhecidos por todos os que a conhecem e frequentam desde putos e que aí aprenderam a dar as primeiras braçadas Todavia, verdade seja dita, a sua destruição tem vindo a acontecer gradualmente fruto da incúria dos responsáveis locais, de uma medíocre forma portuguesa de planear, executar e projectar para o futuro e de uma lamentável falta de civismo das pessoas comuns. Esta nomeação, bem-vinda em qualquer caso, não sobrevive perante os açudes caídos e nunca recuperados; perante os açudes recuperados em betão armado; perante os impactos negativos e nunca minimizados das obras da nova ponte; perante as estações de tratamento de águas residuais pagas pelo contribuinte alemão e que funcionam de forma deficiente ou nunca funcionaram; perante as captações ilegais de água; perante uma péssima gestão do caudal da ribeira sobretudo durante os meses quentes; perante a falta de limpeza das margens; perante a péssima gestão dos recursos piscícolas (com destaque para as afamadas matanças de trutas); perante a degradação ambiental de várias zonas da ribeira completamente atulhadas em lixo....podia continuar mas já estou cansado…. Até oiço por aí que projectam uma barragem para reter as águas da ribeira a montante das Cortes do Meio e ninguém reclama! Com pena antevejo o pior. Apesar de os problemas serem fáceis de diagnosticar e de as soluções estarem disponíveis, sua execução exige inteligência, vontade, trabalho, negociação e persistência, elementos sempre difíceis de reunir num conjunto de pessoas inseridas num contexto muito específico.

12/1/10 18:41